Portada :: Brasil
Aumentar tamaño del texto Disminuir tamaño del texto Partir el texto en columnas Ver como pdf 14-07-2004

Retorno poca da Repblica Velha

Mrio Augusto Jakobskind
Rebelin


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Municpio do Rio de Janeiro foi palco de um dos fatos mais lamentveis dos ltimos tempos na histria do sindicalismo brasileiro, que a grande mdia simplesmente ignorou, e que provavelmente teria sido noticiado se ocorresse em um cenrio de outra categoria profissional. Estamos falando da eleio direta para a renovao da diretoria da Federao Nacional dos Jornalistas, Fenaj, que acabou sendo anulada no Rio por graves irregularidades. Cinco das seis urnas tinham mais votos no seu interior do que constavam nos mapas eleitorais, o que indica que as mesmas foram violadas. Resta saber se as irregularidades ocorreram por incompetncia ou m-f da Comisso Eleitoral do Rio de Janeiro. Uma ou outra hiptese indica que h algo de putrefato na atual diretoria do Sindicato carioca dos jornalistas, nica responsvel pela indicao dos integrantes da Comisso eleitoral.

A histria desta eleio no Rio, o segundo contingente nacional de eleitores, de arrepiar os cabelos. A diretoria do Sindicato, responsvel direta pela organizao do processo eleitoral, nomeou trs integrantes da Comisso Eleitoral, todos eles membros da direo sindical e simpatizantes da chapa apoiada pela atual diretoria da Fenaj. A chapa de oposio (Outra Fenaj possvel) foi alijada da indicao e os seus protestos ignorados.

profundamente lamentvel que jornalistas que esto a frente da diretoria do Sindicato do Rio de Janeiro tenham se comportado no como representantes de uma categoria, mas como defensores de interesses poltico-eleitorais, ao estilo da pior classe de polticos profissionais, que muitas vezes so combatidos na mdia em nome da tica e dos bons costumes. Os integrantes cariocas da chapa de oposio diretoria que encerra o seu mandato na Fenaj j solicitaram a Comisso Nacional Eleitoral a abertura de sindicncia para investigar com rigor os fatos que determinaram o resultado eleitoral no Rio.

Para comear a investigao

Para se tentar chegar a alguma concluso sobre os motivos dos erros em 83% das urnas, ou seja, em cinco das seis urnas, e o que aconteceu na noite de apurao dos votos (quinta-feira, 8 de julho, e madrugada de 9 de julho), necessrio conhecer os fatos. Por exemplo, um dos mesrios que acompanhava a urna da TV E, seguindo a orientao da Comisso Eleitoral, no abandonou a urna (uma das cinco problemticas) em um s instante, inclusive na hora de ir ao banheiro. Como estava presente apenas um fiscal, da chapa de oposio, por sinal, uma jovem jornalista, o mesrio pde ficar com a urna sozinho, o que agora d margem a uma srie de especulaes. Na urna da TV Globo foram encontrados apenas 15 votos, embora a prpria atual presidente da Fenaj, Beth Costa, tenha assegurado ter visto, pelo menos, 30 jornalistas votarem.

Como explicar que o roteiro das urnas itinerantes, ou seja, as que percorriam algumas redaes e locais de assessoria de imprensa, tenha sido alterado sem a concordncia da chapa de oposio? Deciso nesse sentido foi tomada aleatoriamente, sem qualquer tipo de justificativa. Todas as urnas que foram fixas no primeiro dia viraram itinerantes, menos a do Sindicato. No estava prevista a passagem de uma urna itinerante pela TV Globo no segundo dia da eleio. Isso foi decidido pela Comisso Eleitoral sem a consulta ou concordncia da chapa da oposio. O roteiro do segundo dia, portanto, foi alterado sem consulta de espcie alguma.. As dvidas do espetculo eleitoral no param por a? No terceiro e ltimo dia da eleio, o responsvel pelos mesrios liberaria a urna que iria para a TV Globo com a listagem dos eleitores utilizada no segundo dia e no no primeiro. , sem dvida, um forte indcio de que, se a falha no fosse detectada a tempo, poderia facilitar a manipulao dos votos. No final das contas saram duas listagens para a urna da TV Globo, o que tambm no totalmente correto, pois o certo seria apenas uma listagem.

Outro fato grave o que aconteceu na mesa coletora de votos, na sede do Sindicato. Foi aceito o voto de pessoas que se sindicalizaram nos dias de eleio, quando o prazo para tal havia se encerrado na segunda-feira, dia 5, vspera do incio do pleito. Cabe tambm a pergunta: qual o critrio da diretoria do Sindicato ao estabelecer os valores que deveriam ser pagos por scios inadimplentes? Alguns, foram privilegiados com abonos.

Com a comprovao de que a maioria das urnas estava mesmo viciada, no restou outra alternativa se no a anulao da eleio. Sem uma discusso mais apurada, as cdulas foram rapidamente queimadas, o que foi feito, numa churrasqueira, com todo o rigor tcnico pelo representante da Comisso Eleitoral.

Mesmo com a anulao, o Rio no pode ser retirado da contagem do quorum nacional, como querem alguns jornalistas vinculados a atual diretoria da Fenaj, pois se isso porventura acontecer, os jornalistas que compareceram para votar seriam cassados duplamente. Em meio a estes fatos lamentveis, dignos de um processo eleitoral da Repblica Velha dos primeiros 30 anos do sculo passado,vale assinalar tambm o reduzido comparecimento de jornalistas sindicalizados nas eleies da Fenaj. No Rio, de cerca de 5 mil sindicalizados apenas 780 estavam em condies de votar, mas apenas 209 o fizeram.

No se falou aqui de fatos comprometedores que aconteceram em outras regies do Pas. Para ficarmos em um deles, vale o registro de uma ocorrncia em Braslia. O material de propaganda da chapa apoiada pela atual diretoria da Fenaj foi expedido com o carimbo da Cmara dos Deputados, o que indica tambm um fato grave: o dinheiro pblico leia-se o cidado contribuinte - financiou uma das chapas, o que , sem dvida, uma grave distoro, sujeita inclusive a impugnao da chapa beneficiada.

Em face dos fatos expostos, de fcil comprovao por meio de uma rigorosa investigao, se nada for feito imediatamente, inclusive a nvel judicial, os mais prejudicados sero os prprios jornalistas, que ficaro com suas entidades representativas totalmente desmoralizadas e sem fortaleza para defender os interesses da categoria.

* Jornalista


Envía esta noticia
Compartir esta noticia: delicious  digg  meneame twitter